Be Water Network

A história da entrada da água no concelho

A inauguração oficial do abastecimento de água a Mafra ocorreu em 22 de Outubro de 1943.

Foi em meados de 1939 que a Câmara Municipal de Mafra solicitou ao Eng. Raul Cardoso Ressano Garcia a realização de um projecto para a captação e abastecimento de água à vila de Mafra. O projecto previa duas captações, uma no Sonivel e outra na Carapinheira, tendo sido apenas aprovada a captação da Carapinheira.

Em Abril de 1940 iniciaram-se os trabalhos destinados à construção de um poço com 22 metros de profundidade, e com mais 8 metros de um furo de sonda. Não foi, no entanto alcançado o caudal previsto (300m3/dia), tendo os estudos sido redireccionados para outras áreas. Surgiu a proposta para uma pesquisa mais elaborada no local da Fonte Santa (Brejo). O respectivo projecto foi elaborado em Dezembro de 1940 e aprovado por despacho ministerial em 25 de Março de 1941. Os trabalhos iniciados em Abril de 1941 terminaram em Outubro de 1942, com a abertura de 2 poços de sondagem, que passaram a solução definitiva, unidos por uma galeria de mina no fundo dos poços.

Paralelamente a estes trabalhos deu-se início ao projecto da rede de distribuição, aprovado em Janeiro de 1942. A conduta adutora tinha cerca de 4 km de extensão, 6 ventosas e 5 descargas. A rede de distribuição tinha cerca de 6.3km. Estas obras foram iniciadas em Outubro de 1942 e terminaram em Outubro de 1943.

A rede da Ericeira com, aproximadamente, 7km de comprimento foi executada na mesma altura.


Os Serviços Municipalizados de Mafra foram criados no dia 1 de Janeiro de 1941.

Os Serviços Municipalizados de Mafra destinavam-se a gerir os sistemas de distribuição eléctrica, na altura sob tutela directa da Câmara Municipal, e a coordenar as obras de abastecimento domiciliário de água às vilas de Mafra e Ericeira, com origens respectivamente no Brejo e na Fonte Boa dos Nabos, as quais entraram em exploração no ano de 1943.

As primeiras referências a insuficiência de caudal para garantir o abastecimento de água surgiram em 1945 levando à execução das captações da Fonte da Telha no final da década.
As décadas seguintes foram marcadas pela construção das grandes adutoras que permitiram o transporte de água a partir dos sistemas da EPAL para o concelho, possibilitando assim o abastecimento de água à generalidade das localidades.
Após a alteração da lei da delimitação dos sectores que veio permitir aos municípios delegar a gestão dos serviços de água e saneamento, a Câmara Municipal de Mafra foi o primeiro município a concessionar o serviço de abastecimento de água.

Fonte: arquivo da C.M. Mafra